Mundo Tech

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 1

Eventos astronômicos acontecem o tempo todo, ainda que nem sempre possamos vê-los — seja porque a ocorrência da vez é visível apenas de outras regiões do mundo, e não do Brasil, ou porque fomos “premiados” com céus encobertos e sem visibilidade no momento. Muitos deles são anuais, acontecendo em épocas fixas do ano, como é o caso de diversas chuvas de meteoros que proporcionam o que popularmente chamamos de “estrelas cadentes”. Já outros surgem de tempos em tempos e, nesta matéria, você confere os principais eventos astronômicos do ano que poderão ser vistos do Brasil entre janeiro e dezembro de 2020 — então save the date e olhe para o céu!

Eventos astronômicos de fevereiro de 2020

Enquanto os eventos astronômicos mais marcantes de janeiro não serão visíveis do hemisfério sul do planeta, fevereiro nos proporcionará algumas belas observações:

Superlua (9)


Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 2

Fevereiro começará com uma Superlua no dia 9, quando nosso satélite natural parecerá maior no céu por estar em seu perigeu — o ponto de maior aproximação com a Terra. Em Superluas, ela pode aparecer com um diâmetro cerca de 7% maior e 15% mais brilhante do que o habitual.

Algumas Superluas são mais impressionantes do que outras, já que o perigeu não acontece quando a Lua está no mesmo ponto em todas as épocas do ano. Ainda assim, o céu noturno nos proporciona uma Superlua maior e mais brilhante do que as demais Luas cheias — o que sempre é digno de admiração.

Na astronomia, o fenômeno é oficialmente chamado de “lua cheia perigeana”; o termo Superlua foi cunhado em 1979 por um astrólogo americano como um jeito popular de descrever o momento em que uma Lua cheia ocorre quando o satélite natural está em sua maior proximidade com a Terra. A Lua faz uma trajetória elíptica ao redor da Terra a cada 27,3 dias e, assim, ela fica mais próxima ou mais distante de nós à medida em que percorre esse caminho. O perigeu (que é o ponto mais próximo) acontece quando a Lua chega a 363.300 km de distância, em média; já no apogeu (quando está mais distante) ela fica numa média de 405.500 km de nós.

Apesar de os mitos populares associarem Superluas com desastres naturais, como atividades vulcânicas e tempestades, não há por que temer: a proximidade maior da Lua com nosso planeta acaba causando mais efeito sobre as marés, que são intensificadas por conta da maior força gravitacional que a Lua exerce sobre os oceanos.

Melhor momento para observar Mercúrio (10)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 3
(Foto: Anthony Urbano)

Já o dia seguinte (10) será perfeito para observar o planeta Mercúrio. É que o planetinha estará em seu ponto mais alto em relação ao horizonte, o que vai acontecer logo no início da noite. Então, mesmo sem estar munido de um telescópio, você terá uma bela visão do primeiro planeta do Sistema Solar, bastando olhar para o oeste logo após o pôr do Sol.

Eventos astronômicos de março de 2020

Mais uma Superlua (9)

Mais uma Superlua acontecerá no dia 9 de março, então quem perder a chance de observá-la em fevereiro, terá mais uma chance de se admirar com a beleza do nosso satélite natural em sua fase cheia e em seu ponto mais próximo com a Terra.

Outra chance de observar Mercúrio (24)

Já no dia 24 de março, teremos outra chance de observar o menor planeta de nosso sistema, pois ele estará em seu ponto mais alto novamente, só que no sentido oposto — então, é só olhar para o leste pouco antes de o Sol nascer.

Ponto mais alto de Vênus (24)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 4
Lua, Vênus e a Via Láctea (Foto: ESO/Y. Beletsky)

No mesmo dia, poderemos observar Vênus em seu ponto mais alto em relação ao horizonte, logo no início da noite; basta olhar para a direção oeste logo depois do pôr do Sol.

Eventos astronômicos de abril de 2020

Vênus em destaque (a partir do dia 2)

O mês de abril será perfeito para admirarmos o brilho de Vênus no céu, pois nosso planeta vizinho estará mais brilhante e presente no céu noturno por mais tempo do que o habitual.

Maior Superlua do ano (dias 7 e 8)

Novamente, seremos presenteados com uma Superlua nos dias 7 e 8 de abril, e esta será a maior Superlua do ano, com o satélite natural aparecendo ainda maior e mais brilhante. No dia 7, o fenômeno já será visível a partir do meio da tarde, durando até o final da noite do dia 8.

Eventos astronômicos de maio de 2020

Chuva de meteoros Eta Aquáridas (dias 6 e 7)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 5

A primeira chuva de meteoros que poderemos ver daqui do hemisfério sul será a Eta Aquáridas, ou Eta Aquarídeos, que é resultado da passagem do cometa Halley. Esta chuva de meteoros acontece anualmente entre os dias 19 de abril e 28 de maio e, em 2020, terá pico entre os dias 6 e 7 de maio.

Restos do cometa Halley se queimam na atmosfera terrestre à medida em que nosso planeta segue sua órbita do redor do Sol, e proporcionam o que popularmente chamamos de “estrelas cadentes”, ainda que não sejam, de fato, estrelas. A chuva de meteoros Eta Aquáridas pode render cerca de 40 meteoros por hora, e o cometa Halley só passará de novo por nós em 2062.

Conjunção da Lua com Mercúrio e Vênus (dias 23 e 24)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 6
Lua, Mercúrio e Vênus (Foto: Alain Jouchoux)

Nestes dias, a Lua estará pertinho dos planetas Mercúrio e Vênus no céu, logo após o pôr do Sol. Basta olhar para o horizonte para ver os três objetos brilhando um ao lado do outro — e tirar muitas fotos!

Eventos astronômicos de julho de 2020

Eclipse lunar penumbral (5)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 7

O primeiro eclipse lunar visível na América do Sul será do tipo penumbral e acontece no dia 5 de julho, depois de um mês de junho sem nenhum grande destaque astronômico no céu. Eclipses lunares acontecem quando a Lua é encoberta pela sombra da Terra durante a fase da Lua cheia, e quando o satélite natural está alinhado com a Terra em relação ao Sol.

O tipo penumbral de um eclipse lunar é aquele no qual a Lua é encoberta com uma sombra um pouco menos intensa do que o eclipse total, e tudo está relacionado à posição da Lua naquele instante. Nesse tipo de eclipse, a Lua não “some” temporariamente; ela apenas fica mais escura.

Vendo Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno de uma só vez (entre os dias 9 e 28)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 8
(Foto: Doug Murray)

Desde o dia 9 até o dia 28 de julho, teremos um espetáculo incrível no céu logo ao amanhecer: os cinco planetas mais brilhantes em nosso céu poderão ser vistos de uma só vez. Ainda, em regiões bastante afastadas da poluição luminosa (ou seja, longe das cidades), será possível identificar a olho nu o planeta Urano.

Júpiter em destaque no céu (14)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 9
(Foto: Parshati Patel)

No dia 14, Júpiter estará em oposição ao Sol e em seu ponto mais próximo com a Terra. Ou seja: o gigante gasoso aparecerá no céu noturno com brilho máximo e um tamanho um pouco maior, sendo este dia o melhor do ano para que astrônomos observem sua atmosfera — o que renderá belas fotos tiradas tanto por agências espaciais, quanto por cientistas amadores.

Destaque noturno para Saturno (20)

Já no dia 20, quem estará em seu melhor ponto de observação será Saturno, pois o planeta gasoso e seus belos anéis estarão mais próximos da Terra e totalmente iluminados pelo Sol.

Chuva de meteoros Delta Aquáridas (dias 28 e 29)

Mais uma chuva de meteoros poderá ser observada do hemisfério sul em junho, desta vez a Delta Aquáridas, que é resultado da entrada de partículas dos cometas Marsden e Kracht na atmosfera terrestre. Essa chuva acontece todos os anos entre 12 de julho e 23 de agosto, e terá seu ápice nos dias 28 e 29 de julho neste ano.

Eventos astronômicos de agosto de 2020

Chuva de meteoros Perseidas (dias 12 e 13)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 10

Outra chuva de meteoros que acontece todos os anos é a Perseidas, que estará em seu melhor momento para observarmos as “estrelas cadentes” nestes dias 12 e 13 de agosto. Esta chuva é resultado da queima atmosférica de partículas do cometa Swift-Tuttle.

Eventos astronômicos de setembro de 2020

Melhor momento para observar Netuno (11)

O dia 11 de setembro será o melhor para astrônomos observarem o distante planeta Netuno, que estará em seu ponto mais próximo da Terra e totalmente iluminado pelo Sol. Contudo, apenas telescópios mais potentes são capazes de visualizar o planeta gasoso, que fica a cerca de 4 bilhões de km de nós.

Eventos astronômicos de outubro de 2020

Melhor momento para observar Marte (13)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 11

Em 13 de outubro teremos o melhor momento do ano para a observação do Planeta Vermelho, que estará em seu ponto mais proximo da Terra e totalmente iluminado pelo Sol. Marte será visível no céu, em destaque, durante toda a noite, tornando-se o terceiro objeto mais brilhante do céu noturno — perdendo apenas para Vênus e para a Lua.

Chuva de meteoros Oriônidas (dias 21 e 22)

Outra chuva de meteoros que poderemos ver em 2020 é a Oriônidas, que sempre acontece entre 2 de outubro e 7 de novembro, e terá pico nos dias 21 e 22 de outubro. Ela também é resultado do cometa Halley, com seus destroços entrando e se queimando em nossa atmosfera. Basta olhar para o céu na direção das “Três Marias”, na constelação de Órion.

Lua Azul (31)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 12
(Foto: Pixabay)

O último dia de outubro nos presenteará com a chamada Lua Azul, nome dado a uma segunda Lua cheia no mesmo mês — sem relação alguma com a cor refletida pelo satélite natural. Uma Lua Azul acontece a cada dois anos, apenas.

Melhor momento para observar Urano (31)

O mesmo dia da Lua Azul será o melhor para a observação de Urano, que estará em seu ponto mais próximo da Terra e com sua face completamente iluminada pela luz solar. Assim como na observação de Netuno, para ver Urano é preciso contar com telescópios potentes.

Eventos astronômicos de novembro de 2020

Chuva de meteoros Táuridas (dias 4 e 5)

Acontecendo sempre entre os dias 7 e 10 de setembro, o pico da chuva de meteoros Táuridas (ou Taurídeos) em 2020 será nos dias 4 e 5, sendo fruto da queima da poeira do asteroide 2004 TG10 e do cometa 2P Encke. A chuva acontece na direção da constelação de Touro.

Chuva de meteoros Leonídeos (dias 17 e 18)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 13
(Foto: David Kingham/Flickr)

Se não pudermos ver nada na chuva de meteoros anterior, no mesmo mês podemos tentar observar a chuva de meteoros Leonídeos, olhando para o céu em direção à constelação de Leão. Esta chuva, resultado do cometa Tempel-Tuttle, acontece sempre entre os dias 6 e 30 de novembro, tendo o próximo pico nos dias 17 e 18 do mesmo mês.

Eventos astronômicos de dezembro de 2020

Chuva de meteoros Geminídeos (dias 13 e 14)

A última chuva de meteoros do ano visível no hemisfério sul é a Gemínidas, ou Geminídeos, que acontece quando passamos pelos rastros do asteroide 3200 Phaethon. Esta é uma das chuvas de meteoros mais importantes do ano, acontecendo sempre entre os dias 7 e 17 de dezembro. Para observá-la, é só olhar em direção à constelação de Gêmeos.

Eclipse solar total (14)

Fique de olho nesses eventos astronômicos que acontecem em 2020 - 14
(Foto: Beawiharta Beawiharta/Reuters)

O único eclipse solar total de 2020 acontece somente no dia 14 de dezembro, quando a Lua passa em frente ao Sol, do ponto de vista daqui da Terra, a uma distância específica que permite um alinhamento perfeito entre o astro e nosso satélite natural. Contudo, no Brasil este eclipse será visível de maneira parcial — exceto para as regiões Norte e Nordeste, que não terão o privilégio de assistir ao fenômeno.

Conjunção de Júpiter e Saturno (21)

Poucos dias antes do Natal, poderemos ver Júpiter e Saturno pertinho um do outro no céu noturno, algo que acontece somente a cada 20 anos.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech