Mundo Tech

Funcionários da Riot Games saem em passeata de protesto

Funcionários da Riot Games saem em passeata de protesto nesta segunda-feira (6) - 1

Funcionários da Riot Games foram convocados para participar de uma passeata na tarde de segunda-feira (6), em Los Angeles, como forma de protesto contra diversas polêmicas envolvendo a cultura de trabalho da produtora.

A empresa vem passando, desde o ano passado, por uma série de denúncias de cultura generalizada de sexismo que era manifestada em práticas de recrutamento, estratégias de promoção e de diversidade cultural.

No fim de abril, a situação piorou ainda mais, quando a Riot entrou com uma ação para impedir que dois processos de seus funcionários atuais fossem levados a júri. O fato acabou levando os responsáveis pela ação a assinarem acordos de arbitragem, renunciando, então, seus direitos para que houvesse julgamento.


Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.

Ontem (6), um dos organizadores da passeada contou ao site Kotaku que ao menos 100 funcionários sairiam na passeata, sendo apenas uma pequena porção do total espalhado pelo mundo, que chega a 2.500 colaboradores. Um representante da Riot disse ainda que o estúdio iria fazer de tudo para que o protesto ocorra bem. A passeata teve início às 14h de Los Angeles, 18h no Brasil, e deve acontecer até às 16h do horário local (20h por aqui).

“Assim que as litigações ativas forem resolvidas, nós vamos dar aos novos ‘rioters’ a chance de optar por não aceitar os acordos de arbitragem em denúncias individuais de assédio sexual”, afirmou o representante.

Em março, a Riot Games contratou Angela Roseboro, ex-chefe de diversidade e inclusão global do Dropbox, para criar programas de diversidade na companhia.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste