Mundo Tech

Gravação de áudio pode ser novo recurso de segurança da Uber

Gravação de áudio pode ser novo recurso de segurança da Uber - 1

A Uber pode estar prestes a liberar um recurso que permite a gravação de áudio das corridas sempre que um passageiro se sentir inseguro. A funcionalidade estaria em caráter de testes, aparecendo em versões beta do aplicativo, e ainda não foi confirmada pela companhia. Seria, entretanto, mais uma maneira de garantir maior proteção aos usuários do software, em meio a críticas cada vez maiores, principalmente, em relação ao assédio sexual.

A novidade foi descoberta pela programadora Jane Manchun Wong, que publicou seu achado no Twitter. O recurso de gravação aparece em meio a outras ferramentas já existentes na Uber, como a possibilidade de compartilhar o itinerário da corrida e os dados de GPS com contatos ou o botão de pânico que permite uma ligação rápida para as autoridades em caso de problemas.

Não existem informações sobre como o recurso funciona, já que Wong disse ter descoberto a opção durante uma corrida com o serviço e, por isso, não quis ativá-la. A Uber também não se pronunciou sobre o assunto, mas já veio a público ao longo das últimas semanas para confirmar que mais funcionalidades de segurança estão a caminho da plataforma, para fazer com que os passageiros se sintam mais protegidos durante a utilização do aplicativo.

Conforme apontado também pelo Twitter, a opção de gravação de áudio parece ser inspirada em um recurso semelhante, disponível no aplicativo da rival DiDi. No caso da empresa chinesa, entretanto, a ideia é dar mais proteção aos motoristas, com todas as corridas sendo registradas desta maneira e enviadas para os servidores da companhia, onde ficam disponíveis por sete dias. Elas somente são acessadas, de acordo com a empresa, caso surjam questões de segurança que precisem ser confirmadas por sua equipe.

A funcionalidade que apareceu no app da Uber também cita o envio de dados de áudio para a própria empresa de transporte, mas não fala em questões de privacidade ou utilização destas gravações. Como a companhia também não se pronunciou sobre o assunto, é difícil saber exatamente como as informações serão usadas. Mas, como o recurso já anda aparecendo, é provável que mais esclarecimentos, juntamente com uma disponibilização geral, não demorem a acontecer.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste