Mundo Tech

LinkedIn está testando função que permite avaliar capacidades do profissional

LinkedIn está testando função que permite avaliar capacidades do profissional - 1

A rede social profissional LinkedIn, de propriedade da Microsoft, está testando uma nova ferramenta, que permite a seus usuários responderem testes de múltipla escolha referentes às capacidades profissionais listadas em seus respectivos currículos. A ideia é que recrutadores tenham uma maior confiabilidade nas habilidades de certos candidatos, ao mesmo tempo em que as pessoas que procuram emprego possam reforçar a sua capacitação profissional por meio de comprovação de conhecimento.

Batizada de Skill Assessments (“Teste de Competência”, no Brasil), a função está sendo liberada globalmente hoje (17), porém em fase beta e em pequenos nichos, então é possível que você ainda não a veja em seu perfil. Para saber se você já conta com a novidade, basta acessar o seu perfil na rede e rolar a página até a área de competências e recomendações, logo abaixo da escolaridade e experiência profissional. Veja um exemplo nas imagens abaixo:

LinkedIn está testando função que permite avaliar capacidades do profissional - 2
(Captura de Imagem: Rafael Arbulu)
LinkedIn está testando função que permite avaliar capacidades do profissional - 3
(Captura de Imagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

 

Inicialmente, os testes são feitos em inglês e cobrem uma média de 75 capacidades diferentes, todas gratuitas. O plano, porém, é o de ampliar essa oferta “agressivamente”, segundo o gerente de produto do LinkedIn, Emrecan Dogan — ele, aliás, juntou-se ao LinkedIn após a rede social comprar, em 2018, a sua empresa ScoreBeyond, cujo produto era justamente a olferta de testes de capacitação profissional.


Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.

A novidade vem em boa hora: após a aquisição da rede pela Microsoft, em junho de 2016, o LinkedIn vem gozando de um amplo crescimento, contando hoje com uma base de mais de 650 milhões de usuários no mundo. Com tanta gente usando a plataforma para discutir temas profissionais, procurar e oferecer empregos, os recrutadores estão tendo cada vez mais dificuldade em obter algum tipo de comprovação das técnicas de candidatos em potencial.

Hoje, o LinkedIn conta com uma plataforma de aprendizado que oferece diversos cursos online. Entretanto, muito disso é pago, então boa parte dos usuários que dizem ser aptos em alguma habilidade, acabam impossibilitados de comprovar isso empiricamente.

LinkedIn está testando função que permite avaliar capacidades do profissional - 4
(Imagem: Reprodução/Techcrunch)

 

Ademais, concorrentes de menor escala começam a oferecer recursos ausentes na rede proprietária da Microsoft: o Techcrunch cita o exemplo da TripleByte, uma rede social de networking profissional focada exclusivamente em engenheiros de software. A conexão entre os profissionais é feita, adivinhe só, por testes capacitativos de múltipla escolha.

No caso do LinkedIn, os testes são formulados, segundo Dogan, por profissionais do setor a ser avaliado que já estejam dentro da empresa. Por exemplo: testes de escrita, redação e jornalismo são desenvolvidos pela equipe que publica as notícias do dia na plataforma — comumente, eles próprios são jornalistas.

Os testes são exclusivamente focados nas habilidades profissionais: Dogan ressalta que avaliações psicológicas ou de personalidade ainda não fazem parte dos planos do LinkedIn. No futuro, porém, ele assegura que outros tipos de testes, como criações colaborativas e provas dissertativas, podem ser incluídos. Eles estão disponíveis tanto no desktop como na versão mobile.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste