Mundo Tech

Twitter vai ser mais rígido com conteúdo adulto na internet e preocupa criadores

Twitter vai ser mais rígido com conteúdo adulto na internet e preocupa criadores - 1

Desde o ano passado tem sido mais difícil para os criadores de páginas com o perfil NSFW (Not Safe for Work ou não seguro para ver no trabalho — impróprio, em tradução livre) ter seus conteúdos no Instagram e no Facebook. Essas redes sociais adotaram critérios mais rígidos com esses criadores, com medidas que variam desde a proibição de quaisquer discussões sobre corpos até uso de emojis e imagens violentas. Agora, parece que o Twitter seguirá o mesmo caminho.

A partir de 1º de janeiro de 2020, a rede de microblogs proibirá “conduta sexual violenta” e “conteúdo gratuito de sangue”. Conforme apontado pelo The Daily Dot, o Twitter define conteúdo adulto como mídia “pornográfica ou com a intenção de causar excitação sexual, incluindo desenhos animados, hentai ou anime envolvendo seres humanos ou representações de animais com características semelhantes a humanos”, tipo os Thundercats.

Além disso, o Twitter pode remover qualquer material “que represente conduta sexual violenta ou violência gratuita em qualquer lugar” e também pode banir permanentemente contas “dedicadas à publicação desse tipo de conteúdo”.


CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Adeus, NSFW

Embora bloquear a “conduta sexual violenta” pareça uma ação simples e que “limpe” o Twitter, vários canais e criadores NSFW que possuem conta lá manifestaram suas preocupações com essa atualização de política. Eles dizem que essas mudanças não serão efetivas e sugerem que, em 2020, as postagens que não envolvam sexo direto e heteronormativo possam ser removidas da plataforma, dando a entender que outras modalidades podem sobreviver.

Embora essa política afete principalmente as contas especializadas em sadomasoquismo e similares, pode prejudicar profissionais que atuem nessa área, como lojas de artigos sexuais ou até modelos e diretores. Ainda não está clara a explicação sobre o que irá, de fato, acontecer.

“Já removi fotos [no Instagram] antes e também experimentei tirar as que ocasionam o shadow-banning (banimento escondido) no Instagram e no Twitter”, disse Erika Lust, uma premiada diretora de cinema erótica sueca, ao The Next Web. “Isso significa que quando as pessoas tentaram pesquisar minha conta, eu não apareci nos termos de pesquisa. Para as pessoas que já me seguiram, eu seria a décima da lista a aparecer para quem pesquisasse meu nome de usuário”, explica

As diretrizes atualizadas — e vagas — do Twitter representam mais um obstáculo para profissionais do sexo e artistas da NSFW que tentam ganhar a vida. Embora não esteja claro se o Twitter planeja proibir completamente o conteúdo sexual em sua plataforma, seus primeiros passos na censura de contas com este perfil podem indicar o que ocorrerá no futuro.

Veja trecho oficial da nova política do Twitter contra publicações NSFW:

Proibimos conduta sexual violenta para impedir a normalização de agressão sexual e violência não consensual associada a atos sexuais. Proibimos, também, conteúdo de sangue gratuito, porque a pesquisa mostrou que a exposição repetida deste material violento on-line pode afetar negativamente o bem-estar de um indivíduo.

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste