Ciência & Tecnologia Tecnologia

Polaroid ressuscita foto instantânea em máquina digital

Uma volta ao passado com um pé no futuro. Esse foi o mote da apresentação da Polaroid para a imprensa no Photo Image 2014, evento em São Paulo sobre as novidades da fotografia. A companhia americana com 75 anos de história no setor apresentou a Polaroid Socialmatic, um gadget que une os aplicativos da câmera digital com a interatividade da câmera instantantânea em um só produto, ressuscitando uma história de 66 anos em foto instantânea.

Lendária, a Polaroid sempre foi conhecida por modelos de fotos instantâneas. Desde 1948, a companhia produz modelos do gênero, mas na era digital a companhia perdeu espaço para câmeras de Samsung, Sony, Nikon, Canon e outras companhias que avançaram no setor.

“A Polaroid é uma marca icônica, reconhecida ao redor do mundo por pioneirismo e inventar na fotografia. Nós entramos em pioneirismo que junta a câmera analógica com a câmera digital”, disse o americano Ari Zlotoff, diretor de desenvolvimento de negócios globais da Polaroid. “Nós temos orgulhos de nossa herança, assim como do nosso papel no mundo da imagem”.

A nova máquina custa R$ 1.699 e funciona com uma impressora interna 2×3 polegadas Zink, câmera frontal de 14 megapixels, câmera traseira de 2 megapixels, flash de LED, tela touchscreen de 4.5 polegadas, armazenamento interno de 4 gigabytes, alto-falantes, além de GPS, Wi-Fi e Bluetooth e Android 4.4 (KitKat) que permite compartilhamento nas redes sociais.

O papel de impressão das fotos é o Zink, que custa R$ 89 na versão de 30 folhas e R$ 139* na opção com 50 folhas. A Poloraid Socialmatic vem nas cores preta e branca, sendo que a branca é similar ao símbolo do Instagram.

A câmera estará disponível no útimo trimestre de 2014, em outubro.

Velha Polaroid x Nova Polaroid
Como parâmetro de comparação, o Terra questionou Ari Zlotoff sobre as diferenças da Polaroid Socialmatic com uma câmera de quase vinte anos atrás, a Polaroid Close Up 636, um clássico para os fãs de foto instântanea que trouxemos ao evento para mostra o “velho” e o “novo” da fotografia.

“A companhia precisou se envolver com o mercado e responder como os consumidores gostam de capturar, compartilhar e consumir conteúdo nos dias de hoje”, disse o executivo. “Nós estamos esperançosos que a Socialmatic pode ser a próxima geração das câmeras, porque permite usar as tecnologias dos dois mundos. O mundo analógico, que permite ao usuário tirar a foto e não salvar. E o mundo digital, que não deixa você imprimir as fotos (instantaneamente)”.

O executivo abordou que a companhia ainda acredita na câmera analógica, mesmo após tantos anos e avanços na tecnologia e cita uma frase bastante usada pela empresa.

“A Polaroid foi a rede social original. E completará este ciclo completo com o lançamento deste produto. Permitindo as pessoas capturar, imprimir, criar e compartilhar fotos de um modo que nunca antes foi possível”, disse Zlotoff.

“Nós definitivamente acreditamos em fotografia instantânea, nós vemos demandas em todas as nossas câmeras instantâneas que continuou crescendo nos últimos anos”.


Talvez você também goste