Mundo Tech

Por que o teste de covid dá negativo mesmo em que está infectado?

Por que o teste de covid dá negativo mesmo em que está infectado? - 1

Na quarta onda da pandemia do coronavírus SARS-CoV-2 no Brasil, é comum escutar casos de pessoas que estavam com sintomas — como tosse, febre e nariz escorrendo — e fizeram o teste rápido, mas, em um primeiro momento, obtiveram um resultado negativo. Passados um ou dois dias, ao repetir o exame, o resultado confirma a infecção.

Existem muitas explicações para o possível desencontro entre a infecção pelo vírus e o resultado negativo do teste. Este tipo de reclamação é mais comum entre aqueles que usam o autoteste ou teste rápido, também conhecido como teste de antígeno.

Por que o teste de covid dá negativo mesmo em que está infectado? - 2
Testa da covid-19 pode dar negativo, mesmo em pacientes infectados, dependendo de algumas condições (Imagem: Jirkaejc/Envato Elements)

Por que o teste da covid dá resultado negativo?

A principal forma de evitar o falso negativo é realizar a testagem no período ideal, que é entre o terceiro e o quinto dia dos sintomas da covid-19, segundo especialistas. Em outras palavras, não adiantar ter o primeiro sintoma e ir correndo testar, porque, muito provavelmente, a infecção não vai ser apontada pelo autoteste. Isso acontece devido à carga viral estar ainda baixa.


Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.

Por causa do tempo necessário do teste, o recomendado é que pessoas com suspeita da covid-19 fiquem em isolamento e, se possível, optem pelo trabalho remoto. Isso porque, mesmo sem o resultado positivo do teste de antígeno, podem transmitir o vírus para outras pessoas saudáveis. O uso de máscaras também é recomendado.

A questão da variante Ômicron

No entanto, o período ideal da testagem não é o único fator que explica o fenômeno apelidado de “positividade atrasada”. Antes da chegada da variante Ômicron, os sintomas da covid-19 só costumavam aparecer no momento em que a quantidade de vírus no organismo atingia o pico, ou seja, o ápice da carga viral. Só que, agora, o comportamento do vírus é outro.

Com a Ômicron, o tempo de incubação do vírus da covid-19 está mais curto e o aparecimento de sintomas mais cedo faz com que a carga viral, nos primeiros dias de infecção, não seja alta o suficiente para ser detectada pelos testes caseiros de antígeno.

Por que o teste de covid dá negativo mesmo em que está infectado? - 3
A variante Ômicron reduziu o tempo de incubação da covid-19 (Imagem: Vladimirzotov/Envato Elements)

“Com isso, há um risco de os testes de antígeno falharem na detecção desses casos, já que não existem partículas suficientes para obter um resultado positivo”, explica o virologista Anderson F. Brito, pesquisador científico do Instituto Todos pela Saúde, para a BBC Brasil.

Nesse sentido, temos que tomar cuidado com a interpretação desses resultados iniciais, até para não criarmos uma falsa sensação de segurança”, acrescenta o pesquisador.

Menor tempo de incubação

Segundo dados da Agência de Segurança em Saúde do Reino Unido, o período de incubação da variante Alfa (B.1.1.7) era de cinco a seis dias. Com a Delta, o intervalo médio foi reduzido para quatro dias. Agora, com a Ômicron e suas sublinhagens, o período é estimado em apenas três dias.

“O que mais vemos em nossos consultórios são pacientes que dizem ter passeado no domingo e já apresentam os sintomas da doença na terça ou na quarta-feira”, comenta a infectologista e virologista Nancy Bellei, professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Trending no Canaltech:

Fonte: Canaltech