Ciência & Tecnologia Tecnologia

Prefeitura de São Roque volta atrás e suspende alvará do Instituto Royal

A prefeitura de São Roque (SP) suspendeu ontem (26), por 60 dias, o alvará de funcionamento do Instituto Royal, que usa animais para pesquisas. A medida foi tomada pelo prefeito Daniel de Oliveira Costa depois que um relatório elaborado por uma comissão de deputados federais formada para acompanhar as investigações do caso apontou que os animais viviam em um ambiente sem a mínima higiene e sem condições de abrigar testes laboratoriais.

Antes, no último dia 24, uma comissão da prefeitura fez uma vistoria no Instituto Royal e não constatou irregularidades. No dia, o prefeito, que participou da visita, disse que não havia razões para que o alvará da empresa fosse cassado.

Na semana passada, manifestantes invadiram a sede do instituto e retiraram 178 cachorros da raça beagle do local. Os ativistas acusam o Royal de maus-tratos a cães, coelhos, ratos e outros animais usados em pesquisas científicas.

Por meio de nota à imprensa, a assessoria do instituto lamentou a decisão da prefeitura. “A direção do Instituto Royal propôs à prefeitura de São Roque a suspensão voluntária das pesquisas com animais pelos próximos 60 dias devido aos danos físicos causados às suas instalações. Por isso, é com surpresa que recebe a decisão do prefeito de suspender o alvará da entidade pelo mesmo período, adotada a partir de critérios políticos”, diz a nota.


Talvez você também goste