Ciência & Tecnologia Tecnologia

Primeira campanha no Tinder alerta para tráfico sexual

Uma série de perfis falsos do Tinder, com imagens de modelos, está sendo usado para chamar a atenção dos usuários para o tráfico sexual e prostituição. Uma parceria do Conselho de Imigração da Irlanda com a agência digital Eightytwenty criaram esta primeira campanha global do app.

De acordo com o site da Eightytwenty, um grande número de perfis foram criados no Tinder, citando histórias de vítimas do tráfico sexual. Os perfis mostram fotos das moças que a cada “virada de página” demonstra uma informação com impactos da escravização de mulheres. Os perfis já receberam diversos comentários que se demonstraram “chocados” com a realidade.

“Tinder se tornou bastante popular na Irlanda, e pode dar para nós uma chance única, inovadora e excelente forma de comunicar aos homens sobre os temas envolvendo o tráfico internacional de mulheres”, disse Cathal Gillen da agência digital.

Para Denise Charlton, presidente do Conselho de Imigração da Irlanda, a iniciativa é mais uma forma de incrementar o alerta à população sobre “atividades dos bandidos por trás desses crimes” e os “impactos sobre suas vítimas”.

“O tráfico sexual é um dos crimes mais lucrativos com somas envolvendo em pé de igualdade com o tráficos de drogas e armas. Ainda assim, muitas pessoas não estão ciente de que é uma realidade nas comunidades na Irlanda”, explicou Denise.


Talvez você também goste