Mundo Tech

Tinder realiza mudanças em busca de usuários mais jovens

O Tinder contratou um gerente de produto para tentar ganhar espaço entre o público mais jovem. Ravi Mehta chega à empresa depois de passar pelo Facebook, onde foi o responsável pelo desenvolvimento do Lasso, competidor direto da empresa ao TikTok. Segundo comunicado da própria empresa, ele chega com a missão de criar produtos voltados para a geração Z, atualmente, entre 18 e 22 anos.

A empresa vem batalhando há tempos para conseguir se popularizar entre os mais novos, os quais hoje optam pelo Instagram para paquera. No ano passado, ela lançou o Tinder U, uma iniciativa que reunirá estudantes de uma mesma universidade. O problema é que a plataforma exigia que eles tivessem um e-mail .edu e limitava a busca no campus do usuários. Ainda, ao funcionar apenas em algumas universidades dos Estados Unidos, a novidade não vingou tanto assim.

Ravi Mehta, novo CPO do Tinder (Foto: Divulgação/Tinder)

Outra ferramenta foi o Spring Break Mode, uma opção em que os estudantes poderiam colocar o destino em que passariam suas férias e, já buscar possíveis matches antes mesmo de chegar ao local.

Atualmente, a maior faixa etária do Tinder, segundo a própria empresa, é acima dos 22 anos. Como um programa que nasceu com uma proposta de facilitar relacionamentos mais casuais, a busca por uma faixa etária mais jovem faz sentido.

“As inovações de produtos do Tinder trouxeram toda uma nova geração e milhões de pessoas pelo mundo se conectando, saindo e começando relacionamentos. Ele se transformou em um fenômeno social e um app para se ter quando você será solteiro. Na medida em que entramos em um novo capítulo de inovação de produtos e crescimento internacional, nós nos animamos com a perspectiva e experiência de Ravi agora no Tinder”, diz Elie Seidman, CEO da empresa.

Mehta também já trabalhou no TripAdvisor e também na Microsoft, com 20 anos de experiência na indústria.

Fonte: Canaltech


Talvez você também goste