29°C 15°C

São Paulo, SP

24°C 12°C

Curitiba, PR

28°C 16°C

Belo Horizonte, MG

32°C 16°C

Rio de Janeiro, RJ

32°C 19°C

Porto Alegre, RS

28°C 23°C

Salvador, BA

Sexta-feira, 07 de Outubro de 2016 - 12h30

Tratamento capilar noturno ajuda na reparação do couro cabeludo

Redação Mundo Positivo

 

O período noturno é o de maior renovação celular e isso traz benefícios para todo o organismo, inclusive pele e cabelo. "O nosso organismo tem um ciclo circadiano, então em determinados momentos ele necessita mais de um elemento que outro, por isso a necessidade de um tratamento direcionado a cada período", explica Mika Yamaguchi, farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos. No caso do cabelo, o cosmético noturno tem algumas diferenças: "Normalmente são tônicos ou séruns reparadores, que são utilizados para este tipo de tratamento. Ele começa no couro cabeludo com uma massagem e puxa para os fios o mesmo creme. E, de maneira geral, estes cremes precisam ser livres de petrolato, alergênicos e possuir uma alta compatibilidade com o couro cabeludo e os fios", completa.

 

A farmacêutica explica que, para esse tipo de tratamento, os ativos devem estimular maior regeneração e reparação do couro cabeludo e combater o estresse oxidativo. "Atualmente, o estresse é o grande vilão que gera mais radicais livres e isso ocorre mais no couro cabeludo, pois muitas vezes há uma grande exposição a produtos químicos como tintura, alisamento e outros", comenta. "Para combater, Green Coffee Oil é a recomendação. O ingrediente é um óleo de café verde que contém 25% de fitoesteróis naturais e também repara o manto hidrolipídico ajudando a proteger das agressões externas. Para um efeito mais forte, a associação com Alistin — um antioxidante e antiglicante — restabelecerá o metabolismo do tecido conjuntivo", explica.

 

Mika acrescenta outro ponto importante: re-energizar o couro cabeludo para ter uma absorção melhor. "O uso do Arct Alg, uma biomassa marinha rica em peptídeos e minerais aumentará a produção energética e melhorará a qualidade e produção das proteínas estruturais. Com isso, as células estarão mais aptas a reparar os danos", explica. "E, para completar, um elemento fundamental para formação do fio de cabelo é o oligoelemento silício: Cappilisil é um ativo que tem alta concentração de silício que nutrirá o folículo piloso e dessa forma estimulará o crescimento de fios mais resistentes e fortalecidos", completa.

 

Todos os tipos de cabelo podem usar este tipo de tratamento, segundo a especialista. "O que mudará é a frequência e a concentração dos ativos, que devem ser prescritos por médico. Mas esse tratamento é indicado principalmente para pessoas que estão com o cabelo fino, fragilizado e pacientes com perda de cabelo excessivo, mas novamente é importante a avaliação de um dermatologista para verificar quais as reais necessidades que cada um tem", explica. "Nutricosméticos podem ajudar também, como o silício Exsynutriment que ajuda muito na qualidade do fio e do couro cabeludo, o que melhora o processo de ancoragem do fio, diminuindo a queda. Já o ingrediente via oral Bio Arct, biomassa marinha de algas polares, é um booster energético que aumentará a capacidade de resposta do organismo melhorando a qualidade do fio e do couro cabeludo", completa.

 

A farmacêutica ressalta a importância da análise médica: "A avaliação de um dermatologista no couro cabeludo e o fio pode evitar problemas; se a pessoa tiver algum tipo de alergia ou alguma patologia instalada, alguns cosméticos podem causar mais irritação", finaliza.

publicidade:

publicidade:

publicidade: