Diversão

Criador de Vikings defende decisão polêmica envolvendo Ragnar

Alerta de spoilers!

Vikings já se livrou de muitos personagens e relacionamentos ao longo de suas temporadas. Dentre esses casamentos encerrados está o de Ragnar e Lagertha, o que deixou muitos fãs surpresos (e revoltados) na época.

Agora, o criador de Vikings explicou e defendeu a decisão de acabar com o casamento de Ragnar e Lagertha tão cedo na série.

“O ponto inicial de Vikings foi um jovem fazendeiro, que estava em um casamento feliz, com crianças, mas que estava frustrado com a falta de oportunidades de navegar e explorar terras ao Oeste da Escandinávia”, disse Michael Hirst ao CinemaBlend.

“Nesse momento o conhecemos [Ragnar] e logo suas ambições começam a ser mostradas – mas elas trazem terríveis e inevitáveis consequências”, continuou o showrunner.

“Ele lutou contra seu chefe, o conde, ele secretamente encomendou a criação de uma nova geração de embarcações Vikings, ele começou a viajar para o exterior para aumentar sua persona e encontrar apoiadores para seus projetos”, disse Hirst.

Criador de Vikings defende decisão polêmica envolvendo Ragnar - 1

Viking contemporâneo

Michael Hirst falou sobre como Ragnar Lothbrok parece alguém que poderia existir nos dias de hoje em certos quesitos.

“Isso não parece contemporâneo? Eu sempre achei Ragnar uma figura bastante contemporânea. Mas, claro, sua ascensão trouxe perdas, incluindo seu primeiro casamento”, disse o criador da série.

O showrunner ainda justificou o término do casamento dos dois queridos personagens de Vikings.

“Eu não poderia ter passado mais tempo com Ragnar e Lagertha, porque, mesmo no início da história, suas vidas domésticas e rurais tinham acabado!”.

“Não é incomum começar uma série de drama em um ponto de virada e foi isso o que eu fiz. O mundo estava prestes a mudar e Ragnar e Lagertha mudaram com isso”, disse Hirst.

Vikings já está na 6ª temporada – que tem episódios na Netflix. A segunda parte do ano, que fecha a série, deve chegar no final de 2020.

Fonte: Observatório do Cinema