Diversão

Fernando Zor termina com Maiara por telefone, posa de sunga branca e canta sofrência

No dia do aniversária de Maiara e da irmã Maraísa, na véspera do Ano Novo, a cantora recebeu uma ligação do namorado Fernando Zor, que pediu um tempo na relação. Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, o cantor sertanejo resolveu terminou o relacionamento por telefone e deixou claro para os amigos mais próximos que se sentiu mais aliviado do que triste com o fim da namoro.

O término levou Maiara a apagar todas as fotos de suas redes sociais com o ex-namorado. Já Zor resolveu se exibir um pouco e colocou uma foto de sunga branca e prometeu: “A última fotinha de sunga dessa década”.

Fernando Zor de sunga branca

Já na quinta-feira (dia 2), Fernando Zor publicou uma foto numa piscina vazia, cercado de garrafas de cerveja, ao maior estilo sofrência.

VEJA TAMBÉM: MC Gui é acusado de maltratar outra criança com câncer

 

View this post on Instagram

 

Sem mais… 🏊‍♂️

A post shared by Fernando Zor (@fernando) on

Veja a letra cantada por Fernando

“Piscina” – Chrystian & Ralf

No quintal de casa eu fiz a piscina que ela pediu
Ali, quantas tardes, as águas azuis o seu corpo beijou
Ela foi embora e do último banho, conservei as águas
Que aqueceu seu corpo e aquela piscina, toda a perfumou
Os raios do sol, faziam seu corpo refletir nas ondas
Chamando seu nome, louco em desespero, pulo
dentro dela
Vou nadando a esmos, soluçando em prantos,
abraçando as águas
Na ilusão gostosa, que naquele abraço, eu abraço ela
Piscina, que guarda segredos
Todo dia cedo, ela se banhava
Sempre namorando seu corpo de fada
Toda madrugada, o sol lhe esperava
Mesmo que eu tivesse secado a piscina, nada adiantaria
Estaria cheia com todo o meu pranto, que agora derramo
Água da piscina, você lava tudo, só não lava a mágoa
Que está no meu peito, por viver distante, de
quem tanto amo
As folhas sem vida, que o vento arrasta,
beirando a piscina
Bem prova o desleixo e o triste abandono de
quem vive alí
Eu também sou folha varrida com a longa
vassoura do tempo
Sou seca piscina, no sol da saudade do amor que perdi

Fonte: Observatório de Música