TV, Filmes & Séries

Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado tem a dose certa de Pânico

Clássico do cinema slasher, aquele para adivinhar a identidade do serial killer misterioso, Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado (Prime Video) ganhou uma adaptação para a TV com a dose certa de Pânico, outra obra icônica desse gênero e que também teve uma versão no formato de série, disponível na Netflix.

Na última sexta-feira (15), o streaming da Amazon lançou os primeiros quatro episódios de Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado –os próximos quatro entram na plataforma um de cada vez, sempre às sextas. A amostra foi muito satisfatória e deixa um gostinho de quero mais. Só os amargurados com paladar culto não digeriram bem a proposta da série.

Pânico em cena de Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado
Pânico em cena de Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado

Brincar de detetive

O equívoco da série Pânico foi ter feito uma segunda temporada. A primeira por si só bastava, um sucesso de audiência tanto nos Estados Unidos (exibida na MTV) como no Brasil. Os episódios com cerca de uma hora de duração foram bem explorados pela trama e a cada um deles aumentava a ansiedade para descobrir a identidade do mascarado.

Acompanhar a narrativa junto com amigos foi uma ótima experiência, porque deu para criar um bolão na tentativa de acertar quem era o serial killer. Pânico, porém, não dava colher de chá e a cada capítulo aquela certeza se dissipava e o jeito era jogar as fichas em outro nome.

O telespectador que abraçou esse espírito aproveitou muito bem a série Pânico e se divertiu, deixando de lado possíveis cafonices ou desleixos da produção, realizada sem nenhuma pretensão de participar do Festival de Cannes.

Pânico, assim como Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado, não mirou os aplausos da plateia gourmet. A pessoa que assistir às séries com um olhar intelectual vai se decepcionar. A dica é dissipar essa marra erudita e desfrutar uma boa opção de entretenimento, brincando de detetive.

A história de Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado

Madison Iseman vive gêmeas em Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão do Passado
Madison Iseman vive gêmeas em Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão do Passado

[Atenção: pequeno spoiler a seguir]

A ilha de Oahu, no Havaí, é um ótimo pano de fundo para a trama da série Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado. No verão atual, um (ou uma) serial killer mata pessoas quase de forma aleatória, sem poupar na crueldade, como cortar a cabeça das vítimas. Todas, de certa forma, conectadas com um evento do verão passado.

Com a vida adulta e na faculdade à espera, um grupo de amigos de infância curtia a festança da formatura do ensino médio: as gêmeas Allison e Lennon (Madison Iseman), Margot (Brianne Tju), Dylan (Ezekiel Goodman), Riley (Ashley Moore ) e Johnny (Sebastian Amoruso).

Prestes a fugir dali em um carro, Allison foi surpreendida pelos amigos que entraram no automóvel também e partiram sem destino. Na estrada, um acidente aconteceu. Allison, a motorista, atropelou e matou uma pessoa. Era a Lennon.

Há um detalhe. Os amigos se confundiram, devido a semelhança e por causa de uma jaqueta, e pensavam que a motorista era a Lennon (mais descolada e amigável) e a morta era a Allison (mais retraída e reservada). A sobrevivente Allison guardou o segredo para si. A troca de gêmeas é um baita truque novelesco, mas funciona aqui.

Os amigos decidiram acobertar o acidente, tentativa desesperada de não manchar o futuro, e Allison assumiu a identidade da irmã enquanto a verdadeira Lennon morreu.

Um ano depois, Allison vê no espelho a mensagem “eu sei o que vocês fizeram no verão passado“. E em seguida, pessoas na órbita da turma começam a morrer. Quem é o(a) serial killer? A mentira dos amigos, e de Allison, será descoberta?

O bom de Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado é a resolução de dúvidas de maneira rápida. Fora que as obviedades foram esclarecidas sem enrolar muito o público. Os quatro episódios deixaram algumas coisas a serem resolvidas, claro, mas caiu bem como uma apresentação da série para o que vem pela frente.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Fonte: Observatório de Séries