TV, Filmes & Séries

“Fui atrás da minha felicidade”, afirma Luciana Liviero ao se projetar na internet com 25 anos de carreira na TV

Profissional com mais de 25 anos de carreira, a jornalista e apresentadora Luciana Liviero, de 49 anos, hoje se aventura seriamente no YouTube, movimentando cerca de 8 mil inscritos em seu canal e a marca de meio milhão de visualizações. Entusiasta da tecnologia e das novas mídias de comunicação, Liviero tem comemorado as conquistas desse novo investimento profissional e o público atingido até aqui.

Em entrevista ao Observatório da Televisão, a jornalista diz que estamos vivendo no ‘tempo das celebridades’ e afirma que ser apenas competente, não é garantia de valor neste novo mercado de trabalho. “Você tem que ser competente e parecer competente para todo mundo. Não adianta mais um jornalista ser um baita jornalista se ele não estiver nas redes sociais e as pessoas não estiverem comentando sobre ele“.

Luciana Liviero é jornalista e apresentadora com mais de 25 anos de carreira (Divulgação)
Luciana Liviero é jornalista e apresentadora com mais de 25 anos de carreira (Divulgação)

O valor para nossa sociedade e também de mercado, é menor. E assim é, infelizmente. Está cheio de gente que aparece e tem um marketing maravilhoso, mas, quando você vai ver, o conteúdo dessa pessoa é zero“, rechaça ela.

Nascida em Brasília, onde foi criada até meados da adolescência, Luciana veio para São Paulo aos 19 anos para cursar Jornalismo na PUC – (Pontifícia Universidade Católica), mas garante nunca ter almejado a bancada de um telejornal. “De maneira alguma! Naquela época não tinha muito esse glamour que tem a TV hoje (e que está acabando)“, diz ela, que fora indicada para trabalhar na TV Tribuna, a Globo de Santos-SP, através de um professor que percebeu seu talento para a comunicação.

E nada como uma experiência para você se enfiar numa bolha. Em uma TV pequena se faz de tudo“, conta ela, que foi repórter de campo, repórter policial e outros. “Já fui procurar até baleia no litoral, fazia de tudo um pouco“.

Luciana Liviero (Reprodução: Instagram)
Luciana Liviero (Reprodução: Instagram)

Na rádio, a jornalista passou pela Jovem Pan. “Foi uma grande lição. E quero muito voltar para o rádio. Muita gente me conhece pela voz”, revelou. Antes de ingressar no jornalismo da Record TV, onde ficou conhecida da grande massa em programas como Tudo a Ver, Fala Brasil e Record Notícias, Luciana Liviero teve uma passagem de oito anos na Band.

E foi lá que ela teve sua primeira experiência como apresentadora, no Dia Dia. Posteriormente Luciana teve a a oportunidade de substituir nomes como Márcia Goldschmidt e Olga Bongiovani, além de apresenta também uma das primeiras versões do Melhor da Tarde.

Isso me deu a tranquilidade para falar e vivenciar situações diferentes. Quando a gente é jovem e está no incio de carreira, temos que topar tudo. É assim que a gente aprende, e quando mais você aprende jovem, menos mico você paga mais tarde.

Já na Record TV, Luciana teve a oportunidade de retorna para sua cidade natal como correspondente, por intermédio de ninguém mais ninguém menos que Paulo Henrique Amorim. “Fiquei um ano e meio cobrindo policita e economia. Peguei a CPI do Mensalão, dos correiros. Foi uma experiencia maravilhosa“, relatou. “O Paulo Henrique Amorim era um jornalista que falava: ‘Você vai lá e vai fazer tal pergunta para tal pessoa. ‘Mas Paulo, o que isso tem a ver?’. Pois você ia lá e fazia a pergunta. No dia seguinte era noticia no Brasil todo“, relembrou ela do querido amigo, falecido em julho de 2019.

Fundo do Baú 2ª Temporada

O Fala Brasil foi um grande momento da minha carreira, mas também foi um momento triste porque acordar às 16h30 da manhã, ninguém merece. Foram três anos e meio de suor. Mas foi o primeiro jornal nacional em que fui titular, eu tinha essa visibilidade no Brasil inteiro. A liberdade que eu tinha e o espaço foram fundamentais para que eu me tornasse correspondente maravilhosa“, explicou. “O Fala Brasil foi o primeiro produto da Record a bater a Globo em audiência. Batemos Ana Maria Braga.”

Mesmo com a pressão e cobranças do público para um retorno à televisão, Luciana diz esperar se integrar ainda mais com o público que tem migrado para a internet. “Eu gosto da televisão, eu voltaria para a televisão se fosse para fazer algo bacana. Mas eu realmente acredito que o futuro está na internet e que me oferece um mundo de possibilidades e tipos de programas. Me possibilita fazer qualquer coisa em qualquer lugar do mundo.”

Embora consuma produtos televisivos como jornais e muita TV fechada, a jornalista disse que foi em sua volta de Nova York que um despertar para o universo on-line lhe brilhou os olhos. “Voltei cheia de ideias e vontade de fazer e acontecer, voltei cheia de gás e, de repente, naquele momento não tinha espaço na Record. E eu, otimista como sou, acreditando nessas novas possibilidades, fui em busca disso“.

Luciana Liviero (Divulgação)
Luciana Liviero (Divulgação)

A jornalista relata as abordagens de pessoas ‘indignadas’ com sua saída da TV: “Como você saiu da Televisão? Como você abriu mão do seu posto de apresentadora? Como você abriu mão do se salário? Como você faz isso que tanta gente quer estar ali? Eu até comentei isso em uma entrevista e é verdade. Eu continuo falando que não quero me escravizar por dinheiro, não quero me escravizar porque eu sou apresentadora e vou ficar fazendo o que for necessário (gostando ou não) para manter meu posto, assim como eu vejo muita gente fazendo e que não é feliz. Eu quero ser feliz, onde e ganhando pouco ou não, pouco me importa“, disparou.

“Azar de quem trabalhou a vida toda no mesmo lugar”

Não vai ser eu ser famosa ou não, não vai ser eu rica ou não, está cheio de gente rica, solitária e infeliz. Então, eu busco a minha felicidade! É isso que eu quero e é isso que eu fui atrás. A vida começa aqui e termina aqui; viveu, aproveitou, curtiu, experimentou? Maravilha. Não fez? Trabalhou a vida toda no mesmo lugar? Azar o seu.

Sobre a polêmica que cerca sua saída da Record, Luciana coloca uma pedra no assunto. “Eu pedi demissão de todos os meus empregos, eu nunca fui demitida, graças a Deus. Por onde eu passei, nunca fui demitida. Eu sempre tive a confiança de que era possível ter uma vida diferente, é preciso ter coragem para viver, seguir seus desejos e seus sonhos. É muito fácil se acomodar. Mas a vida é uma só“.

Chegada da CNN Brasil

“Foi-se o tempo em que ganhava-se uma fortuna na TV. Hoje em dia os salários estão cada vez mais baixos, com raríssimas exceções. Então, a vinda da CNN Brasil é um refresco para quem está se vendo uma situação. É um refresco para quem está se vendo uma situação. Hoje estamos com cada vez menos cargos de trabalho e isso esta sedo enxugado com a crise que o país passa e as emissoras também passam de uma maneira particular. Tem muita gente interessada e estou na torcida para que dê certo. É bom pro jornalismo e eu digo isso como cidadã, mas que a gente tenha mais uma emissora e fonte de informação”.

2ª parte da entrevista com Luciana Liviero:

Fonte: Observatório da Televisão


Talvez você também goste