TV, Filmes & Séries

Nova Warner cancela produções da HBO Max na Europa; séries são removidas

A reestruturação da nova Warner, fusão dos grupos WarnerMedia e Discovery, chegou na Europa. O conglomerado anunciou que não irá mais produzir séries, e qualquer outro conteúdo original, para a HBO Max em quase toda a Europa; só escaparam a Espanha e França. Paralelo a isso, atrações feitas no Velho Continente e lançadas na plataforma foram removidas, parte de uma estratégia de negócios.

O que a Warner Bros. Discovery faz na Europa reflete ações tomadas nos Estados Unidos. Tudo está inserido no contexto da política de contenção de gastos. David Zaslav, o CEO do conglomerado recém-formado, prometeu cortar US$ 3 bilhões (R$ 15,9 bilhões) em investimentos nos próximos três anos. Ele herdou uma dívida de US$ 55 bilhões (R$ 293 bilhões) “brinde” ganho após a junção das gigantes de Hollywood.

Segundo o site Variety, que obteve uma posição oficial da empresa nesta segunda-feira (4), a Warner Bros. Discovery não irá mais produzir originais na Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia, Europa Central, Holanda e Turquia. A ordem entra em vigor imediatamente, mas os programas atualmente em produção vão continuar. Já os projetos aprovados que ainda estão no papel serão avaliados um por um, se vale a pena seguir em frente ou não.

Essa decisão radical afetou séries lançadas recentemente pela HBO Max e promovidas com pompa em todo o mundo. The Informant (Hungria), Lust (Suécia) e Kamikaze (Dinamarca) foram excluídas da HBO Max.

A nova Warner quer negociar essas e outras séries com terceiros, como o estúdio Warner Bros. Television sempre fez, procurando lucrar mais com isso. Ted Lasso (Apple TV+) e You (Netflix) são feitas pela Warner, por exemplo.

Mesmo sem nenhuma produção original concretizada, a França é um mercado que a Warner deseja conquistar. No caso da Espanha, atrações dali são as mais rentáveis de toda a Europa para a HBO Max, por terem adesão na América Latina e também no mercado latino nos EUA.

Em território americano, a nova Warner decretou o fim de investimentos em séries dos canais TBS e TNT, acabando com projetos futuros e atrações que estavam no ar. O impacto disso atingiu o drama apocalíptico Expresso do Amanhã (TNT, nos EUA; Netflix, no Brasil), que vai acabar após a quarta temporada. ⬩

Fonte: Observatório da Televisão