Famosos

Descubra porque Amado Batista está vendendo suas fazendas por R$ 350 milhões!

Amado Batista está atualmente vendendo suas fazendas, em Cocalinho, no Mato Grosso, por R$ 350 milhões. Contudo, a explicação para isso seria uma dívida milionária do cantor.

Segundo informações do Movimento Country, o que poderia estar motivando a venda das duas fazendas de Amado Batista seria a multa de R$ 1 milhão do IBAMA, por causa do desmatamento no município de Cocalinho.

As fazendas do cantor, juntas, têm cerca de 35 mil hectares e vêm com 20 mil cabeças de gado.

As propriedades de Amado Batista ficam em Cocalinho (MT) - Reprodução/Imovelweb
(FOTO: Reprodução TV e Famosos)
Descubra porque Amado Batista está vendendo suas fazendas por R$ 350 milhões! - 2
(FOTO: Reprodução Compre Rural)
Descubra porque Amado Batista está vendendo suas fazendas por R$ 350 milhões! - 3
(FOTO: Reprodução Compre Rural)

Conhecidas como: fazendas Sol Vermelho e Buritizal estão sendo anunciadas em alguns sites imobiliários, e segundo as informações disponíveis, uma delas, tem 11 quartos, e a outra, que conta com um lago na porta da casa, tem 4.

As propriedades de Amado Batista ficam em Cocalinho (MT) - Reprodução/Imovelweb
(FOTO: Reprodução TV e Famosos)

Na fazenda, ainda há uma casa para 40 funcionários, e no lugar ainda tem uma churrasqueira, campo de futebol, quatro pistas de pouso de avião e também lagos para pesca.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Amado Batista inclusive uma música intitulada de “Sol Vermelho”, assim como uma de suas propriedades. A faixa do cantor fala sobre a saudade de sua terra.

As fazendas do músico que são localizadas no Rio Araguaia, são bem conhecidas na região.

As propriedades de Amado Batista ficam em Cocalinho (MT) - Reprodução/Imovelweb
(FOTO: Reprodução TV e Famosos)

Elas também vêm com nove tratores, uma retroescavadeira e um caminhão.

As propriedades de Amado Batista ficam em Cocalinho (MT) - Reprodução/Imovelweb
(FOTO: Reprodução TV e Famosos)

As fazendas do músico chegaram a servir de abrigos para participantes de rallies, e no ano passado o artista chegou a pagar R$ 60 mil em indenização, porque um dos filhos de um de seus funcionários morreu em um acidente de trabalho.

Sol Vermelho e Buritizal têm 35% de área de reserva legal. E em 2014, Amado foi condenado a pagar R$ 1,24 milhão em multas para o Ibama, devido o desmatamento ilegal na região.

Fonte: Observatório de Música