TV, Filmes & Séries

A grande transformação de Joey King até A Barraca do Beijo

Em tempos de quarentena, a Netflix se esforça para lançar novos conteúdos de qualidade a cada semana. Em agosto de 2021, a plataforma trouxe A Barraca do Beijo 3 – protagonizada por Joey King e Jacob Elordi – , que encerra a história da comédia romântica que surgiu em 2018.

Joey King, a intérprete da protagonista Ellie, mesmo com a pouca idade, conta com uma carreira sólida em Hollywood.

Explicamos abaixo tudo sobre a carreira prolífica de Joey King e as mudanças da atriz em sua trajetória, que não tem medo de mudanças radicais para os papéis.

A grande transformação de Joey King até A Barraca do Beijo - 1

A infância de Joey King

Joey King nasceu em 30 de julho de 1999 em Los Angeles, Califórnia. Ainda na infância, a pequena manifestou o desejo de se tornar uma atriz, e ingressou no mundo do entretenimento aos 9 anos.

Em sua infância, a atriz contou com papéis pequenos em séries como Ghost Whisperer e Zack & Cody: Gêmeos a Bordo, além de performances de dublagem nos filmes Horton e o Mundo dos Quem e A Era do Gelo 3.

A grande transformação de Joey King até A Barraca do Beijo - 2

Papéis importantes

O primeiro papel realmente importante da carreira de Joey King foi no filme Ramona e Beezus (2010), uma adaptação da saga literária de Beverly Cleary. King interpretou a protagonista Ramona Quimby e contracenou com Selena Gomez.

Em 2011, a atriz participou também dos filmes A Batalha de Los Angeles e Amor a Toda Prova e do clipe Mean, da cantora americana Taylor Swift.

A grande transformação de Joey King até A Barraca do Beijo - 3

Sucesso em Hollywood

Já estabelecida como uma competente jovem atriz, Joey King atuou em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, como uma versão mais jovem da vilã Talia Al Ghul – vivida por Marion Cotillard em sua versão adulta.

Em 2013, King contou com um papel importante no filme de terror Invocação do Mal. A atriz deu vida a Christine, uma das filhas de uma família aterrorizada por forças sobrenaturais.

A grande transformação de Joey King até A Barraca do Beijo - 4

Diversificando a carreira

Após arrasar em Invocação do Mal, Joey King foi escalada na aclamada série Fargo, na qual interpretou Greta Grimly, a filha do policial Gus Grimly (Colin Hanks). Na mesma época, a atriz foi escalada no filme The Possibility of Fireflies, produzido por Courtney Love.

Em 2017, Joey King contou com outro papel importante no cinema de terror, interpretando a protagonista Clare no filme 7 Desejos.

A grande transformação de Joey King até A Barraca do Beijo - 5

Sucesso na Netflix

Em 2018, Joey King conquistou fãs no mundo inteiro ao interpretar a protagonista Elle Evans no filme A Barraca do Beijo, que se estabeleceu como um dos longas de comédia romântica mais bem sucedidos da Netflix.

A atriz reprisou sua performance como Elle na sequência do filme, e agora se despede em A Barraca do Beijo 3.

A grande transformação de Joey King até A Barraca do Beijo - 6

Papel desafiador para Joey King

Em 2019, Joey King atuou em um dos projetos mais desafiadores de sua carreira: The Act.

A atriz interpretou Gypsy Rose Blanchard na série da Hulu, baseada no assassinato real de Dee Dee Blanchard e o escândalo que envolveu um caso de Síndrome de Munchausen por Procuração.

Para interpretar a polêmica Gypsy Rose – condenada por orquestrar o assassinato da própria mãe após sofrer por anos com abusos médicos – Joey King precisou raspar a cabeça.

A performance da atriz foi extremamente elogiada, e rendeu para Joey King uma indicação ao Emmy de Melhor Atriz em Minissérie ou Filme para TV.

A grande transformação de Joey King até A Barraca do Beijo - 7

Para o futuro

O futuro de Joey King tem uma parceria com a Netflix e uma grande produção. Trata-se do filme de ação Bullet Train, protagonizado por Brad Pitt. No filme, a atriz vai interpretar Prince, uma assassina profissional.

Enquanto o filme não estreia, você pode conferir a performance de Joey King como Elle Evans nos filmes de A Barraca do Beijo, na Netflix.

Fonte: Observatório do Cinema