TV, Filmes & Séries

Antes da fama, Arnold Schwarzenegger ficou milionário em outra profissão

Considere um menino que nasceu na pobreza na Áustria após a Segunda Guerra Mundial e que sonha em se tornar um fisiculturista de classe mundial antes de se tornar o maior ator do mundo. O menino não fala inglês e não tem contatos ou amigos em cargos importantes.

Quais são as chances de sucesso dele? Olhando objetivamente? Zero, esqueça. Mas o ator de 70 e poucos anos Arnold Schwarzenegger não sabia (e não sabe) como parar.

No início da adolescência, Schwarzenegger era um obcecado por treino que invadia academias nos fins de semana, quando estavam fechadas, para não perder um dia de treino.

Seu plano era simples e claro: tornar-se um fisiculturista premiado de classe mundial, mudar-se para Hollywood e se tornar uma estrela. Então, em 1968, depois de ganhar seu primeiro título de Mister Universo, ele fez as malas e se mudou para Los Angeles.

Uma vez lá, ele encontrou um lugar barato na Veneza de Los Angeles e ingressou no Gold’s Gym local. Lá ele conheceu um fisiculturista italiano de nome Franco Columbu, que por acaso tinha habilidades como pedreiro.

Esta é a história de como Arnold e Franco se tornaram pedreiros para os ricos e famosos e fizeram uma fortuna muito antes de o ainda lustroso Arnold transformar seu físico em uma lucrativa carreira em Hollywood.

Antes da fama, Arnold Schwarzenegger ficou milionário em outra profissão - 1

Lucrativo negócio

Arnold e Franco eram uma combinação perfeita. Ambos os homens estavam famintos por fama e reconhecimento. Mas na época, por necessidade, eles estavam ainda mais famintos por dinheiro.

Uma coisa levou à outra. E Arnold e Franco decidiram recrutar fisiculturistas da academia e começar um negócio de pedreiros. Era uma certeza para eles. Na equipe, Arnold Schwarzenegger era um operador.

Só para ter certeza absoluta, eles se anunciaram como uma empresa “de baixo custo”, que faria o trabalho por uma fração do custo das empresas mais estabelecidas. E então Franco e Arnold relaxaram nas cadeiras do escritório, fumando charutos, esperando o telefone tocar. A única coisa é que ninguém ligou. Eles não podiam acreditar.

Para seu crédito, os dois homens não desistiram. Eles encontraram um óbvio “USP”. Essa é uma proposta de venda única em termos de marketing. Simplificando, um USP é um ângulo que você tem que seus concorrentes não têm. E o que foi? Foi simples. Schwarzenegger era austríaco e Franco italiano.

Eles eram europeus genuínos. Eles olharam ao redor de Los Angeles e viram cafés “europeus”, design de interiores e empresas de padaria que estavam, literalmente, ganhando dinheiro.

Eles finalmente perceberam que os americanos igualam qualquer coisa europeia com classe, estilo e apelo esnobe. Então, eles começaram a se anunciar como “pedreiros ao estilo europeu”.

E eles começaram a cobrar mais do que seus concorrentes. Foi um desastre completo, certo? Não. Era exatamente o oposto. Os telefones começaram a tocar fora do gancho. Arnold e Franco tinham mais trabalho do que podiam dar conta. O negócio estava crescendo.

Arnold Schwarzenegger não é nada se não for experiente. E então ele pegou seus lucros com a construção de tijolos e os investiu em propriedades em Los Angeles. Ele as comprou, consertou e vendeu.

Como muitas coisas no mundo de Arnold Schwarzenegger, exatamente quanto ele ganhava era um banquete móvel. Suas estimativas variam de acordo com seu humor. Mas é seguro dizer que estamos falando de um milhão ou dois. E tudo isso antes mesmo de entrar no ramo do cinema.

Fonte: Observatório do Cinema