TV, Filmes & Séries

Em grande fase, Kate Hudson salva drama capenga da Apple

Aos 42 anos, Kate Hudson está em uma grande fase, tanto no pessoal quanto no profissional (como diria aquele apresentador famoso). Neste 2021 a atriz: concorreu a um Globo de Ouro, ficou noiva após quatro anos de namoro e estreou na TV pela primeira vez como protagonista. E é ela quem salva a série Truth Be Told, do Apple TV+, da apatia.

Nome clássico em comédias românticas tipo Sessão da Tarde, Kate Hudson foi alçada à fama por Quase Famosos (2000), filme pelo qual conseguiu impressionantes 29 indicações nas mais diversas premiações. Na TV, a loira fez uma participação especial em Glee (2009-2015), interpretando a professora de dança Cassandra July.

Agora no drama Truth Be Told, a atriz aparece como a protagonista da segunda temporada, ao lado de Octavia Spencer. O drama de investigação criminal escorrega nos novos episódios, lançados sempre às sextas no streaming da Apple. Embora a trama seja capenga, vale conferir a atração para ver a atuação de Kate.

Um podcast, um crime

Truth Be Told voltou com a mesma estrutura da temporada de estreia. Poppy Parnell (Octavia Spencer) é uma jornalista que apresenta um podcast sobre crimes reais. As revelações dos casos é ela própria quem apura, com ajuda de amigos.

Famosa, com direito a propaganda em ônibus, ela se depara com um caso muito particular. Em um belo dia, a repórter reencontra Micah Keith (Kate Hudson), amiga de infância e que é uma escritora best-seller. O que seria uma oportunidade de lembrar bons momentos do passado se tornou em uma tragédia.

Marido de Micah, o bem-sucedido cineasta Joshua Keith (Jason O’Mara) foi encontrado morto, abraçado com um rapaz. A polícia faz uma investigação porca para solucionar o crime e Micah pede para a amiga abordar o caso no podcast, em busca da verdade, pois Joshua também era companheiro de longa data da jornalista. Mesmo relutante, Poppy aceita o desafio.

Kate Hudson e Octavia Spencer na série Truth Be Told
Kate Hudson e Octavia Spencer (ao fundo) na série Truth Be Told

A salvadora

A trama de Truth Be Told se perde justamente onde deveria ser mais consistente, que é durante as investigações do crime. Há várias lacunas não preenchidas, muita gente suspeita e poucos esclarecimentos. A falta de suspense de fato, aquele que causa uma surpresa genuína, também não ajuda a série.

O que sobra de bom é a personagem de Kate Hudson. Micah tem uma história de superação que todos no universo da narrativa conhecem, de uma juventude sem-teto e de vício em drogas. Ela é uma autora motivacional tipo guru, uma palestrante que discursa sobre estilo de vida e saúde mental.

Com diversos seguidores aos seus pés, Micah tem de apresentar para eles uma feição serena, despreocupada, com a vibe de que tudo vai dar certo. Mas após a morte do marido esse sentimento muda e daí a personagem ganha contornos reveladores.

Ao adentrar nas histórias do casal de amigos, Poppy até chega a pensar que Micah pode ter algum envolvimento, direto ou indireto, na morte de Joshua. Há momentos em que o telespectador fica com a mesma dúvida.

São essas partes boas de Truth Be Told que merecem ser analisadas de perto. Kate dá para Micah uma aparência lúgubre às vezes, contrastada com a mulher que precisa se apresentar de cara limpa ao público. Toda vez que ela entra em cena a história ganha novos rumos, provando ser aquela que deixa a série não afundar.

Veja o trailer da segunda temporada de Truth Be Told:


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Fonte: Observatório de Séries