TV, Filmes & Séries

Em nova temporada, Lady Night retorna ainda mais inspirado

Tatá Werneck está de volta à programação do Multishow com mais uma temporada de Lady Night. A atração sobrevive ao tempo e ganha mais vigor a cada nova leva. Neste ano, Lady Night ainda surfa numa popularidade ainda maior, graças às exibições na Globo e à ampla repercussão da gravidez da apresentadora, que não perdeu o pique. Nesta estreia, no bate-papo com Fátima Bernardes, ficou claro que Tatá está em sua melhor forma.

Como não poderia deixar de ser, a conversa foi muito baseada no tema maternidade. Sendo a convidada mãe de trigêmeos, enquanto a anfitriã aguarda a chegada da primeira herdeira, nada mais natural. E o interessante do papo foi justamente Tatá Werneck e Fátima Bernardes desmistificarem a gravidez romântica. O “lado negativo” da gestação, como prisão de ventre e hemorróidas, foram discutidas pelas “mamães”.

Porém, felizmente, Lady Night não caiu na armadilha de se tornar um programa sobre maternidade. No decorrer da entrevista, o papo sobre filhos ficou em segundo plano, e Tatá passou para temas mais, digamos, capciosos. E Fátima Bernardes se saiu muito bem diante da metralhadora verborrágica de Tatá, mostrando ser uma figura ainda mais irreverente do que a que vemos no Encontro, nas manhãs da Globo.

Desconstrução

Ao mostrar um lado pouco conhecido de Fátima Bernardes, Tatá Werneck mostrou que o trunfo do Lady Night é justamente este: desconstruir o convidado. Em meio às piadas rápidas da comediante, o participante não tem como escapar. Ele se rende, se diverte em cena e diverte quem está assistindo. Neste contexto, Tatá arranca declarações muito poderosas. Fátima Bernardes fez revelações realmente surpreendentes e estava livre em cena.

Sendo assim, Lady Night mostra que, mesmo já tendo emplacado várias temporadas, ainda tem muita lenha para queimar. O talk show segue sendo um dos melhores e mais inventivos programas da televisão brasileira na atualidade.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Fonte: Observatório da Televisão 


Talvez você também goste