Brasil

Novo apresentador do É de Casa, Thiago Oliveira realiza sonho ao trocar esporte por entretenimento

Esta coluna escreveu, em agosto de 2021, que Thiago Oliveira merecia uma promoção na Globo. Destaque do esporte, havia mostrado sua versatilidade nos bate-papos com Maria Júlia Coutinho, no Jornal Hoje, e Ana Maria Braga (que até o xavecou no Mais Você), durante a cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O dia mais aguardado para o apresentador chegou. Ele finca seus dois pés no entretenimento como titular do É de Casa.

Thiago “perseguiu” o entretenimento desde o início da carreira como radialista. Pouca gente sabe ou lembra, mas ele não é “cria” do esporte (tanto que costuma brincar que, no futebol, é “reserva do gandula” pela pouca habilidade com a bola nos pés). Sua estreia na comunicação, há 20 anos, foi na rádio Cidade, em São Paulo, depois rebatizada para Sucesso. Por lá, se acostumou a encontrar cantores, cantoras e bandas de todos os ritmos musicais. Ele também impostava a voz ao ler as cartas do tradicional programa “Love Songs”.

Após um período como produtor de Sonia Abrão, na Record, foi lançado na televisão anunciando produtos no Best Shop TV, da Gazeta, em dezembro de 2006. Ali, aprendeu a persuadir o telespectador a comprar celulares, eletrodomésticos, enxovais e outros itens. A simpatia e o carisma do vendedor contava muito para o êxito do negócio. No programa, ele estabeleceu um canal de confiança com o público. Nascia, então, o apresentador Thiago Oliveira.

Inquieto, projetou seu próximo passo na emissora, que tem no esporte uma de suas tradições. Desenvolveu o projeto do Super Esporte, que mesclava informação e entretenimento com um toque de informalidade, tendência do mercado após a reformulação do Globo Esporte por Tiago Leifert. Naturalmente, Thiago passou a chamar a atenção da Globo.

Em 2013, foi demitido da Gazeta e fez participações em outras emissoras. Foi convidado para ser jurado do Programa do Gugu, também no entretenimento, antes de ser contratado pelo Grupo Globo para ser repórter esportivo do SporTV. Seu lugar, entretanto, era no estúdio. Comandou o Tá na Área e o Troca de Passes, até que em 2018, recebeu sua primeira oportunidade na Globo, como titular do bloco esportivo dos telejornais Hora 1 e Bom Dia SP.

Acordar de madrugada não era fácil, mas Thiago persistiu e chegou ao rodízio de apresentadores do Globo Esporte, também em 2018. Em seguida, subiu um degrau no Esporte Espetacular e passou a frequentar programas de entretenimento como Domingão do Faustão e Mais Você, onde ficou nítida sua vontade de seguir neste meio.

Thiago nunca se definiu como um profissional do jornalismo esportivo. São raras as suas publicações sobre futebol nas redes sociais, diferentemente de outros colegas. Ele é um comunicador que prestou serviço ao esporte entre 2010 e 2021. Tirou um pé dos gramados ao migrar para o Fantástico e comandar o quadro O Som da Minha Vida, idealizado por Tadeu Schmidt antes de sua ida para o BBB.

A partir de julho, Thiago realizará o sonho de pisar nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro, e apresentar um programa de entretenimento na principal emissora do país, ao lado de uma verdadeira “seleção”: Maria Beltrão, Rita Batista e Talitha Morete. Obstinado, o ex-radialista voltará às origens como idealizou e planejou durante anos. Aos sábados, no É de Casa, ele se sentirá definitivamente em casa.

Siga o colunista no Twitter e no Instagram.

Fonte: Observatório da Televisão